Sempre no dia 31 as redes sociais ficam cheias de postagens a respeito da reforma e seus efeitos nesses quase 500 anos. E hoje, eu também quero falar dela, mas de uma outra perspectiva, a pessoal.

Eu era um jovem com tendências pentecostais, até mesmo neopentecostais. Mas houve um momento em minha vida que por graça de Deus, e em meio a muitas perguntas, fui iluminado com os ensinos desses grandes homens e eu considero isso uma mudança radical na minha vida.

E penso que como a reforma, depois de quase 500 anos me alcançou, ela ainda pode alcançar outras pessoas, especialmente a igreja brasileira.

Um dos grandes ensinos (além da graça, claro) que eu tive e que pra mim foi libertador, é o sacerdócio de TODOS os crentes. Este ensino bíblico me tirou as vendas e as prisões que falsos “profetas” me mantinham, especialmente a prisão de pensar a minha fé a partir da perspectiva da livre interpretação das escrituras.

Hoje em dia o que muito se vê, especialmente nesse contexto acaloradamente político, são pastores, membros e líderes de departamentos eclesiásticos forçando os seus membros a adotarem a visão X ou Y sobre política, economia, lazer, cultura como se fossem donos da verdade e até donos dessas pessoas. Mas, o titio Wycliffe (olha a intimidade) me ensinou que eu pertenço a Cristo, o Filho de Deus que me comprou e me resgatou das trevas e que o mesmo Deus, me deu a sua palavra para que através dela eu pudesse me achegar a ele, analisando o mundo a partir do que ELE MESMO disse em sua palavra, não o que alguns homens andam dizendo.

A verdadeira autoridade emana da Biblia, que contém o suficiente para governar o mundo. (John Wycliffe)

O contexto é bem semelhante ao de John Wycliffe. Naquela época, as pessoas seguiam o que o papa dizia, era praticamente uma LEI. No nosso contexto, embora não haja papa no protestantismo, há quem se comporte assim, ditando o que o crente deve pensar, como deve pensar, em QUEM DEVE VOTAR, com o que SE DIVERTIR.

Embora, eu reconheça o bem que o ouvir outros irmãos me traz ( “Na multidão de conselhos há sabedoria” Provérbios parafraseado). O cristão é livre em Cristo para exercer o seu sacerdócio, ir diretamente ao pai para a partir dEle obter as respostas para suas perguntas ou dilemas. Isso para mim, é reconfortante, pois hoje eu posso seguir o que Deus DIZ em sua palavra de livre e espontânea vontade e sem peso na consciência sabendo que eu não sou feito escravo ou fantoche de A ou B, mas eu sou escravo de Cristo, e preso nas algemas do Seu amor posso exercer sem cabrestos a liberdade altamente cara que o Filho bendito de Deus me trouxe.

Tudo isso, aprendi com John Wycliffe, um homem que no século 14 lutou para que pessoas pudessem ler a bíblia e a partir dela tomar as suas decisões e pensar sua fé, e lutou até mesmo contra o PAPA e contra o Rei, para que simplesmente nós pudéssemos nos achegar a Deus através da escritura livremente, porquê Cristo rasgou o véu e nos libertou.

Obrigado titio John Wycliffee! O senhor me ajudou a sair do cativeiro do cabresto da Fé, e certamente um dia nos veremos no céu e nos abraçaremos e celebraremos a vitória do Cordeiro de Deus que tira o pecado do Mundo.

Ao mais Viva os 499 anos da Reforma.

Sola Fide (somente pela fé),

Sola Gratia (somente a graça),

Sola Scriptura (só através da Escritura),

Solus Christus (somente Cristo Salva)

Soli Deo Gloria (Glória Somente a Deus).

Anúncios